aidglobal   E-Letter nº 39 - Dezembro - 2012
A AIDGLOBAL - Acção e Integração para o Desenvolvimento Global é uma Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD), sem fins lucrativos, reconhecida pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros.
É constituída por uma equipa multidisciplinar que acredita que, através da Acção e da Integração, se pode atingir um Desenvolvimento Global justo, inclusivo e sustentável.
Leia nesta edição:
 
  Este Natal ofereça Solidariedade!
  Mais 800 Livros para Integrarem as Bibliotecas Escolares do Chibuto
  É Necessário um Maior Foco na Erradicação da Pobreza
  A AIDGLOBAL Apoia o Ensino do Português
  O que Significa ser Voluntário?
 

Arquivo

E-Letter N.º38
E-Letter N.º37
E-Letter N.º36
 
 
 
  Entrevista do Mês  
  Entrevista com Cristiana Pereira  
Agenda - Dezembro
S T Q Q S S D
          12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31           

Sugestões: Ajude-nos a tornar a nossa Newsletter cada mês melhor. Envie-nos as suas ideias, comentários ou críticas para o endereço comunicacao@aidglobal.org.

     
 

www.aidglobal.org
Rua de Moscavide, 4.71
1998-011 Lisboa
(+351) 218 946 028
(+351) 960 486 838
Enviamos para si esta informação, porque este e-mail consta da nossa base de dados, de acordo com a legislação portuguesa sobre comunicações eletrónicas (Art. 22º do Decreto-Lei nº 7/2004, de 7 de Janeiro).

Para remover o seu contacto da nossa mailing list, responda a este e-mail mencionando no assunto "REMOVER".
 
 
     
     
 
aidglobal E-Letter nº 39 - Dezembro - 2012
 
Notícias:
 
 

Este Natal ofereça Solidariedade!


                                       lincluarte.jpg


Pregadeiras flor, postais de Natal, porta-chaves feitos com restos de capulanas, malas de computador, almofadas, colchas, malas de senhora reversíveis, individuais de cozinha e outras novidades vão estar disponíveis para o público, de 15 a 30 de dezembro, na Baixa lisboeta. Veja aqui os produtos.

A mostra realiza-se ao abrigo do projeto de Responsabilidade Social INCLUARTE - Inclusão pela Arte do Montepio, que disponibiliza o “Espaço Mutualista”, na Rua do Carmo nº 54, em Lisboa, para ações promovidas por organizações e entidades sem fins lucrativos, em horário das 8 às 16 h.

                                                                                                                               Ler mais»»

 
<< VOLTAR
 
 

Mais 800 Livros para Integrarem as Bibliotecas Escolares do Chibuto

                                        livros.JPG

As bibliotecas apoiadas pela AIDGLOBAL no âmbito do projeto “Rede de Bibliotecas Escolares do Distrito do Chibuto”, em Moçambique, receberam, no passado dia 20 de outubro, mais 800 livros, entre material didático e literatura moçambicana.

As obras reforçaram os fundos de seis bibliotecas escolares, três primárias e três secundárias, para uso da comunidade educativa e local, beneficiando diretamente um universo de mais de 9.000 crianças e 100 docentes.

O projeto pretende criar comunidades mais informadas, através do acesso a um fundo documental variado e à dinamização de atividades em torno da leitura.

                                                                                                                            Ler mais»»

 
<< VOLTAR
 
 

É Necessário um Maior Foco na Erradicação da Pobreza

                                                          pobreza.JPG

A qualidade dos programas europeus de ajuda aos países em desenvolvimento pode melhorar e mais fundos devem ser utilizados para combater a pobreza, demonstra o último Relatório AidWatch publicado no dia 28 de novembro pelo Concord - Confederação Europeia de ONG de Ajuda e Desenvolvimento.

O relatório foi apresentado na véspera do aniversário da Cimeira de Ajuda internacional que decorreu no ano passado em Busan, onde a União Europeia (UE) assinou um acordo global para tornar mais eficaz a cooperação para o desenvolvimento.

“A qualidade da ajuda europeia é tão importante quanto a quantidade. A ajuda de boa qualidade capacita as pessoas, melhora os sistemas de saúde e de educação, impulsiona o crescimento equitativo, alivia a pobreza e constrói estados mais eficazes e responsáveis. Para a maioria das pessoas pobres e vulneráveis, a questão de se a ajuda da UE é eficaz e realmente chega a elas é uma questão de sobrevivência”, afirma Paulina Saares, membro AidWatch e da Kepa, ONG Finlandesa.

                                                                                                                             Ler mais»»

 
<< VOLTAR
 
 

A AIDGLOBAL Apoia o Ensino do Português

                                        escolinhas.JPG


No passado dia 13 de novembro, a AIDGLOBAL distribuiu um total de 480 livros de português pelas Escolinhas a que dá apoio no Distrito do Chibuto, em Moçambique, contribuindo para a melhoria do acesso à educação entre mais pequenos.

Nos últimos sete anos, a AIDGLOBAL tem vindo a apoiar a criação e reforço de bibliotecas municipais e escolares na Província de Gaza, em Moçambique, no âmbito do programa “Passaporte para a Leitura” e do projeto “Rede de Bibliotecas Escolares do Distrito do Chibuto”, promovendo a literacia entre a comunidade local.

No Dia Mundial da Criança, a nossa Organização destaca o trabalho essencial das escolinhas no desenvolvimento dos mais pequenos. Aí encontram apoio afetivo, tendo à sua disposição materiais e atividades recreativas, culturais e educativas, além de uma refeição diária.

                                                                                                                            Ler mais»»

 
<< VOLTAR
 
 

O que Significa ser Voluntário?

                                             voluntariado_1.jpg

O Dia Internacional do Voluntário, que se celebra a 5 de dezembro, foi criado pela ONU para enaltecer essa forma de expressão do exercício livre de uma cidadania ativa, responsável e solidária.

Desde a sua fundação, a AIDGLOBAL tem-se vindo a apoiar no trabalho solidário de 63 pessoas que se envolveram nas atividades da Organização, em prol de uma sociedade mais justa e inclusiva. É de destacar a missão que levou a Moçambique 11 jovens, contribuindo para o combate à iliteracia entre a comunidade rural da Província de Gaza, através de ações de promoção da leitura e do livro, em bibliotecas municipais.

                                                                                                                            Ler mais»»


 
<< VOLTAR
 
 

www.aidglobal.org
Rua de Moscavide, 4.71
1998-011 Lisboa
(+351) 218 946 028
(+351) 960 486 838
Enviamos para si esta informação, porque este e-mail consta da nossa base de dados, de acordo com a legislação portuguesa sobre comunicações electrónicas (Art. 22º do Decreto-Lei nº 7/2004, de 7 de Janeiro).

Para remover o seu contacto da nossa mailing list, responda a este e-mail mencionando no assunto "REMOVER".
 
 
     
     
 
aidglobal E-Letter nº 39 - Dezembro - 2012
 
Entrevista do Mês:
 
 

Entrevista com Cristiana Pereira

 
 
Autora do livro "A Formiga Juju na Cidade das Papaias"
Radicada em Moçambique há seis anos, Cristiana Pereira é jornalista, editora e autora de “A Formiga Juju na Cidade das Papaias”, um livro que gerou um movimento social em prol da promoção da leitura e da criatividade, junto de instituições de apoio a crianças em situação de vulnerabilidade. 

- O que levou a Cristiana a embarcar neste projeto de promoção da leitura?

O projecto nasceu de uma forma muito espontânea, a partir de uma história que inventei para o meu filho, que tinha na altura 4 anos. Quando lancei o desafio ao Walter Zand (artista plástico moçambicano) de fazer as ilustrações do livro, começámos a explorar formas de acrescentar uma dimensão social ao projecto. Foi o próprio Walter que disse: «eu quero levar este livro para as crianças do meu bairro». Assim nasceu o conceito da distribuição gratuita para crianças em situação de vulnerabilidade e, a partir daí, toda a filosofia em que o movimento se baseia. Penso que, quando se vive num país em desenvolvimento, ficamos com uma consciência mais apurada sobre a nossa responsabilidade, enquanto cidadãos, de contribuir activamente para a sociedade em que estamos inseridos.

- “A Formiga Juju na Cidade das Papaias” tem um claro conteúdo de respeito pelo meio ambiente. Porque uma formiga para difundir esta mensagem entre as crianças?

As crianças identificam-se muito facilmente com o reino animal porque têm uma imaginação muito fértil e rapidamente retêm a mensagem se for veiculada através de uma personagem fictícia. Neste caso particular, a formiga representa uma ética social assente em valores como a organização, o espírito de equipa e o trabalho em prol de um objectivo comum. É muito pequenina mas dizem que consegue derrubar um elefante! Já tivemos experiências de converter uma turma de crianças excitadas numa colónia de formigas posicionada em fila indiana e muito silenciosa... Tudo através da imaginação.

- A equipa da Formiga Juju e a AIDGLOBAL encontraram-se, em abril de 2012, na escola de Muxuquete, no âmbito do projeto “Rede de Bibliotecas Escolares do Distrito do Chibuto”. Que lembranças guarda desse encontro e quão frutuoso ele foi?
Esse encontro foi um marco para o nosso movimento. Foi a primeira vez que levámos a Juju para uma comunidade rural, estando em contacto com os líderes comunitários para além dos alunos, professores e encarregados de educação. Tivemos tradução simultânea para changana (língua do sul de Moçambique) e apoiámo-nos na dramatização para animar o conto e passar a mensagem (mesmo sem falar a mesma língua). Aquilo que mais me emocionou foi ver as mães participarem na actividade de desenho. As mulheres e as raparigas em Moçambique enfrentam grandes barreiras sociais e muitas vezes são “objectificadas”, ou seja, são encaradas como simples força laboral ou moeda de troca. Naquele sábado em Muxuquete, houve mães que certamente pegaram pela primeira vez num lápis de cor para colorir. Tudo isso enquanto carregavam os bebés (o sexto ou o sétimo...) nas suas capulanas. Por último, simbolicamente no momento de plantar a papaieira, começou de facto a chover. Sintonia perfeita entre o conteúdo do conto e as condições atmosféricas... Porventura alguns líderes terão pensado que fizemos alguma magia para chamar a chuva!!

- Em Portugal, a Formiga Juju adotará um papel diferente, virado para a promoção da Educação para o Desenvolvimento. Porque é importante, nesta altura, apostar na Cidadania Global?

Ao longo das últimas décadas, construímos uma sociedade orientada pelo consumo e assente, por isso, em valores materiais. Esse modelo faliu e trouxe um impacto negativo para muitas famílias. Neste contexto de crise, é preciso erguer um modelo alternativo de uma sociedade global, inclusiva, pluralista e interdependente, assente em valores cívicos, ambientais e humanistas. Promover a responsabilização e participação de cada indivíduo para a construção dessa sociedade é um trabalho importante que deve começar desde pequenino. Nesse sentido, a parceria com a AIDGLOBAL traz-nos uma enorme mais-valia dada a sua experiência e o seu empenho na construção dessa consciência colectiva sobre o papel de cada cidadão como membro activo de uma sociedade mais justa e equilibrada.

<< VOLTAR
 
 

www.aidglobal.org
Rua de Moscavide, 4.71
1998-011 Lisboa
(+351) 218 946 028
(+351) 960 486 838
Enviamos para si esta informação, porque este e-mail consta da nossa base de dados, de acordo com a legislação portuguesa sobre comunicações electrónicas (Art. 22º do Decreto-Lei nº 7/2004, de 7 de Janeiro).

Para remover o seu contacto da nossa mailing list, responda a este e-mail mencionando no assunto "REMOVER".
 
 
     
     
 
aidglobal E-Letter nº 39 - Dezembro - 2012
 
Agenda:
 
 

Fronteiras e Identidades em África

A conferência Fronteiras e Identidades em África decorrerá nos dias 10, 11 e 12 de Dezembro no ISCTE-IUL. Nesta conferência, serão feitas três comunicações relacionadas com o tema, que ocupa um importante lugar no debate académico. Estas serão apresentadas por investigadores com vasta experiência e um longo percurso na exploração das questões ligadas às fronteiras em África: Gregor Dobler (Universidade de Freiburg), Wolfgang Zeller (Universidade de Edinburgh) e Paul Nugent (Universidade de Edinburgh). Todos eles fazem parte da rede ABORNE (African Borderlands Research Network) e desenvolvem as suas pesquisas em várias regiões fronteiriças de África.
 
<< VOLTAR
 
 

Cinema Pelos Direitos Humanos

A 10 de Dezembro celebra-se o Dia Internacional dos Direitos Humanos. Como ponto de partida para um debate sobre os direitos humanos, a Plataforma Portuguesa de ONGD exibe nessa semana “Invisíveis”, um projecto com 5 curtas-metragens da iniciativa da ONG espanhola Medicos Sin Fronteras e produzidas por Javier Bardem. Nesta sessão vamos apresentar 3 dessas histórias. A transmissão será legendada em língua espanhola.
 
<< VOLTAR
 
 

Conferência Internacional “A Parceria África-Europa em Construção: que Futuro?”

A Conferência Internacional “A Parceria África-Europa em Construção: que Futuro?” terá lugar nos próximos dias 13 e 14 de Dezembro, na Sala 2 da Fundação Gulbenkian, sendo organizada pelo Instituto Marquês de Valle Flôr, o Instituto de Estudos Estratégicos e Internacionais (IEEI) e o Centro de Estudos Africanos do ISCTE-IUL, em parceria com o European Centre for Development Policy Management (ECDPM).
 
<< VOLTAR
 
 

“Estudo sobre Ajuda Humanitária e de Emergência em Portugal”.

No próximo dia 14 de Dezembro, 6ª feira, entre as 17h30 e as 19h30, decorrerá na sala c103, Edifício II do ISCTE-IUL o lançamento do “Estudo sobre Ajuda Humanitária e de Emergência em Portugal”.

Este Estudo temático sobre Ajuda Humanitária e de Emergência em Portugal (AHE) pretende contribuir para a discussão do modelo mais adequado para a definição de uma estratégia nacional para esta área.

A autora do estudo procurou actualizar a informação relativa às práticas e princípios da AHE, tendo como suporte consultas a um conjunto de documentos, nacionais e internacionais, de referência sobre a matéria e também através de contactos com algumas das entidades portuguesas, públicas e da sociedade civil, relevantes ao nível da reflexão e participação operacional em acções de Ajuda Humanitária.

Suportadas por esta análise, é feito um conjunto de recomendações em que se identificam problemas e se propõem para reflexão caminhos possíveis para que, na definição dessa estratégia nacional, sejam tidas em conta todas as variáveis que influenciam a participação de Portugal em acções de Ajuda Humanitária e de Emergência a nível internacional.

Este estudo é da autoria de Raquel Freitas, Investigadora no Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES) do Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL), e é uma iniciativa do Grupo de Trabalho de Ajuda Humanitária e de Emergência da Plataforma Portuguesa das Organizações Não Governamentais para o Desenvolvimento (ONGD).
 
<< VOLTAR
 
 

Mundo a Sorrir

Mundo a Sorrir
Venda de Natal
Data: De 15 a 22 Dezembro
Local: Praça 5 de Outubro, Cascais
Hora: 10h – 19h
Responsável: Patrícia Gouveia // delegacaosul@mundoasorrir.org
Fonte: Plataforam de ONGD

 
<< VOLTAR
 
 

www.aidglobal.org
Rua de Moscavide, 4.71
1998-011 Lisboa
(+351) 218 946 028
(+351) 960 486 838
Enviamos para si esta informação, porque este e-mail consta da nossa base de dados, de acordo com a legislação portuguesa sobre comunicações electrónicas (Art. 22º do Decreto-Lei nº 7/2004, de 7 de Janeiro).

Para remover o seu contacto da nossa mailing list, responda a este e-mail mencionando no assunto "REMOVER".
 
Design: Carolina Marques (AIDGLOBAL)
Gestão de Conteúdos: AIDGLOBAL
Produção: Alquimia da Cor e Nível Horizontal